top of page

O PULSO AINDA PULSA!

Atualizado: 19 de dez. de 2022


Ainda não consigo descrever “os poderes” que a #leitura tem para mim, nem tento.

Prefiro as #surpresas, os #encantos!



Escolho ler e olhar a vida como uma turista de primeira viagem, que prefere as janelas, com olhos abertos. Leitura atenta? Talvez! Melhor observar os #caminhos e #descaminhos, vendo tudo que se tornou tão corriqueiro e banal a ponto de não ser visto, nem bem, nem mal.

Sempre me surpreendo! E como Mandela nos convida a muitas reflexões "Nunca perco. Ou ganho, ou #aprendo.

Ler tem esse #poder!

Um jogo de ganha-ganha, que nos transporta a lugares, cheiros, sabores, escuta, tato e tantas outras #sensações. Quantas vezes o dia amanhece nublado como que pressentisse nosso coração por algum motivo triste e, em concordância com as lágrimas que tanto seguramos para não soltar?


Quantas vezes nos sentimos presos na santidade dos nossos Santos pensamentos vendo e prevendo fatos-atos-decisões?


Quantas vezes nossos atores e roteiristas celestiais nos convidam a bailar no teatro fantasmagórico dessa #vida?


Quantos porquês se escondem nas profundas #reflexões que a escritora Socorro Acioli nos convida em seus textos, aulas e analises.

Penso hoje que ninguém passa ileso por um #livro!


Nem todos entendem o que a #invisibilidade da convivência dos textos nos convidam... de repente, autor-narrativa-pensamentos se encontram de mãos dadas conosco.


Quero #sorrir, procuro o livro onde o autor me conduz com #narrativas alegres; quero refletir, busco o livro onde o autor me #provoca.


Tudo vem do querer, é preciso #querer… parar… continuar… é preciso querer #pulsar… nem sempre o querer basta;


Olho em volta nessa viagem fantasmagórica de personagens narráveis e pensamentos inenarráveis, prefiro as janelas, prefiro o #caminho, neste nunca perco, ou ganho, ou aprendo.


Quantos descaminhos? E esse texto? É sobre mim que escreve? Ou sobre você que lê?

Talvez seja sobre nós que lemos... ou sobre quem não se #lê... não se #sente... não se #vê!


Olhando o palco e a plateia da vida, sem cortinas e sem fumaças, evito apagar as luzes enquanto posso, buscando poderes n’Aquele que ninguém vê, ainda assim, muitos de nós sentimos.


E nesse sinto tanto, sinto muito... não que eu tema, embora muitas vezes tenha muitos medos!


Continuo-continuamos a #viagem no grande #teatro repleto de #quimeras, com bailarinas #reais e personagens fantasmas, com 'Santos' encarnados e fieis engessados, empedrados, estatutados, vidrados caminhando zumbizados.


O #pulso ainda pulsa!


O pulso ainda pulsa?


Obrigada e um abraço a #você que me leu até aqui!

Ps: Raquel Marinho, eu mesma!


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글


bottom of page